domingo, 28 de fevereiro de 2010

Tomorrow will be "My first day as a professor!"

video

Amanhã será mesmo o meu o primeiro dia como professor do Ensino Superior Público português.

Na instituição onde me licenciei, e agora sou mestrando, vou também ajudar a formar os próximos quadros técnico-científicos da Saúde em Portugal. 

Mais um projecto, mais uma camisola vestida. 

Obrigado à amiga Ana pelo presente. Vou tentar recordar estes preciosos conselhos!!

Numa altura em que o planeta é completamente fustigado com verdadeiras catástrofes (junta-se agora o Chile à Madeira e ao Haiti), até sinto vergonha de me sentir feliz porque fiz uma exposição ou porque vou dar aulas. Mas a vida é assim. Quem me dera, com os meus conhecimentos e com os meus braços, conseguir fazer mais. 

Quem sabe se não consigo inspirar os meus alunos, como fui inspirado por alguns professores. 

Amanhã às 18h pensem que uma turma de dezenas de jovens me vai estar a ouvir a fazer revisões de Física Nuclear... (acho que me vão odiar por isso, ainda por cima logo na primeira aula). E tenham pena deles. 


BM

sábado, 27 de fevereiro de 2010

É já amanhã...

... que há inauguração.

depois de uma série de intempéries... vamos ver como corre.

BM

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Rockline Tribe traz-nos Grunge e Rock

Amanhã será o meu segundo dia de aulas de mestrado (estou ligeiramente em pânico)... no fim delas, espero ter um jantar refinado (para recarregar baterias) para depois descontrair e curtir, como se não houvesse amanhã, aqui:

É desta que volto a ser adolescente. 

Ah espera, os homens nunca deixam de ser crianças, né?

BM

Recolha de bens para a ilha da Madeira

citando:

Campanha de recolha de bens essenciais para envio para a MadeiraA partir do dia 23/ Fevereiro, os CTT lançam uma campanha nacional derecolha de bens essenciais para envio para a Madeira, no âmbito do seuPrograma de Luta contra a Pobreza e a Exclusão Social, com aceitação emtodas as 900 Estações de Correio do País.Basta a qualquer pessoa dirigir-se a uma Estação de Correios, pedir acaixa solidária grátis, enchê-la com os bens e marcar como destinatário apalavra MADEIRA.
Não é preciso selo nem mais morada e o envio é grátis. Os CTT tratam deentregar os bens.A Instituição destinatária será a Caritas da Madeira que, já informou queestavam a precisar principalmente dos seguintes produtos/bens:
- Lençóis
- Cobertores
- Mantas
- Almofadas
- Roupa interior (H/ S e criança)
- Roupa em geral
- Produtos de higiene
- Fraldas
- Leite em pó
- Comida para bebé
- Enlatados
Vamos ajudar??
BM

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O facebook faz milagres!


Ena, que amiguinhos que nós somos!
BM

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Medicina (moleculo)Nuclear

Do gerador, eluído pela manhã
Pouco se espera, a não ser
Alguns gigas de lágrima vã
Pela coluna, radioactiva, a escorrer

À molécula, estudada com rigor
Segue-se a simples reacção de complexação
Que, estéril e eficaz, introduz o traçador
Iluminando o composto com a famosa Radiação

Avançando, assertivo,
É o técnico que dirige
O controlo Radioactivo
A prova da qualidade, no documento que redige

Com a câmara em condições
Contam-se histórias clínicas
Logo seguidas de injecções

Seguem-se depois umas horas de espera...
E o doente, como toda a boa gente
Na espera, desespera

Completamente incorporado
O radiofármaco de biodistribuição conhecida
Ilumina o volume estudado

E com imagens adquiridas com mestria
O Médico analisa e relata.
... era Patológico... Ou não seria?

Bruno Martins
Fevereiro de 2010

Acho que consegui a proeza de escrever, pela primeira vez na história da humanidade, a palavra "biodistribuição" numa espécie de poema. :)

BM

Solidário com o povo da Madeira

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Parabéns...

Kurt Cobain!! 

Para te lembrar:






Foste uma referência para nós. Porque te foste tão cedo e daquela maneira?

BM

III Festival da Juventude de Caneças

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Parabéns à Oikos com... Sementes



A Oikos celebra 22 anos e gostava de receber 
presentes em forma de sementes!

 

A Oikos festeja mais um aniversário no próximo dia 23 de Fevereiro. Para assinalar a data lança uma iniciativa para apoiar a sua actividade na Guatemala, país que atravessa uma grave crise alimentar e nutricional.

Saiba mais, clique aqui!


Vamos ajudar?

BM

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Smells Like Teen Spirit

Depois de ter recordado ontem algumas das músicas da minha adolescência (pareço um velho a falar), fiquei de tal maneira nostálgico que me pus a ouvir os velhinhos hits que me acompanharam durante anos.

Não sei como, de repente, diz-me a minha mãe: "olha lá, não tens saudades dos momentos que viveste em Sesimbra?"

Ai, a que propósito veio aquilo? Parecia que me lia os pensamentos. "Claro que tenho", disse eu.
Daquelas noites passadas no campo da bola, com a guitarra a tira-colo, a fingirmos que sabíamos tocar coisas como estas:




E lá ficávamos até o segurança nos expulsar... sempre com bons modos. Na verdade, ele gramava-nos à brava. (gramava tb era um termo popular que, entretanto, caiu em desuso, mas nada que o anúncio do Sapo não ajude a revitalizar).

Devo dizer que até hoje, e sem praticar, esta é das poucas músicas que consigo tocar de ouvido. Pelo menos a introdução!!!! ahhahahaah Mas lá que faz doer os dedinhos, lá isso faz.

Epá, desculpem estar a dizer isto outra vez: mas no dia 26 vai haver uma festa Rock/Grunge no Metropolis. Ai que catano! Devemos andar numa de "Noites para Recordar".

Bom, eu vou! :)
BM

domingo, 14 de fevereiro de 2010

"So make it burn always with the hottest flame!"

Recentemente vi o filme. 

Sou um apaixonado do livro. E, como sempre nesses casos, receei cair no cliché: "gostei, mas prefiro o livro", ou "o livro é muito melhor".

Claro que o livro é muito melhor. Quando lemos, inventamos, traduzimos as palavras do autor com luz, imagens, cores, cheiros, sentimentos. Quando vemos um filme, vemos aquilo que o realizador quis que fosse visto. Como ele traduziu o autor. As suas imagens, as suas cores, os seus cheiros, os seus sentimentos.

Neste "Dorian Gray", Oscar Wilde ganhou vida através do jovem Ben Barnes e do senhor Colin Firth, dirigidos por Oliver Parker.

O retrato de Dorian Gray é uma obra a não perder. Leiam o livro ou vejam o filme, mas conheçam.



Uma sátira à sobrevalorização da imagem, da eterna juventude, do prazer sobre a felicidade.

Perfeito para o rescaldo do Dia dos Namorados.

BM

Masquerade Ball


Querem vir?

BM

Gosto Eclético...


Ontem foi noite de ouvir o Mexicano Erk Aicrag. PrimeiroS, o homenzinho chegou lá e sacou do seu Macbook. Começou logo a marcar pontos, né verdade?
E depois foi a delícia musical até as pernas e cabeça (de velhinho) não aguentarem mais.
Muito bom.
Aconselho-vos vivamente a passarem uma destas noites no Metropolis!!
Abraço,
BM

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Homem Pobre

Pela Associação Sócio-Cultural dos Jovens da Ramada:



BM

Dilema

No dia em que os senhores do governo fizeram saber que os salários dos funcionários públicos serão congelados até 2013, recebi este mail, que partilho na íntegra:

"Só uma pergunta... 

É em situações extremas que conhecemos as nossas próprias fraquezas.
Apenas uma pergunta em que te é pedido que respondas com sinceridade, para poderes auto-avaliar os teus princípios morais.
Trata-se de uma situação imaginária.

Estás em plena baixa de Lisboa, no meio do caos causado pelas cheias que ocorrem em épocas de chuvas mais intensas. Tens a tua máquina fotográfica, trabalhas para a "Time" e estás a tirar as fotos de maior impacto.
No meio daquela tragédia, vês José Sócrates num carro, lutando desesperadamente para não ser arrastado pela corrente, entre destroços e lodo...
Sócrates acaba por ser arrastado pela corrente e tens a oportunidade de o resgatar ou de tirares a fotografia que te traria fama e muito dinheiro.
Com base nos teus princípios éticos e morais, responde sinceramente:

"Tiravas a foto a cores ou a preto e branco?""

Que ideias tão tristes. Se tiram poder de compra às pessoas, como querem revitalizar a economia? 

E que tal diminuir o ordenado do Governador do Banco de Portugal, que ganha uns pornográficos não sei quantos milhares de euros?!?

Ai que país este. E vocês vão a ficar a assistir a isto tudo impávidos e serenos? 
Raios me partam.

BM

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

minus 5º

Para quem não sabe, a minha profissão assemelha-se bastante à de Caixeiro Viajante. Graças a ela, posso dizer que conheço muito bem as grandes cidades do nosso país. De Norte a Sul, e até a Madeira (faltam-me os Açores, caraças pá).

Nestas viagens pelo Portugal profundo, Viseu é um destino frequente. E, ao contrário do que possam pensar, tem muito mais que rotundas, apesar de elas serem mais do que as mãezinhas delas.

O recente Palácio do Gelo, um gigante centro comercial, para além da famosa pista de gelo, tem um Bar Lounge bastante peculiar que vos queria dar a conhecer.

Então o conceito é muito simples: tudo é feito de gelo. Balcões, bancos, mesas, copos e até... as paredes. A temperatura ambiente é de 5º! Paga-se alarvemente à entrada. É pena. Até fornecem uns casacões para ficarmos quentinhos no meio daquela gelaria toda...

Já há alguns meses que queria escrever isto, mas não tem havido oportunidade. E ainda bem, porque descobri entretanto, na última ida lá que, afinal, o conceito não é viseense, nem sequer português. É franchising. Que cena meu. Lá se vai a minha ilusão.

Ao que parece há bares destes espalhados pelo mundo inteiro. É tipo um Starbucks da Vodka.

Apesar de não ser barato, aconselho-vos a ir lá, pelo menos uma vez. Afinal, só se vive uma vez mesmo. E, na verdade, não é todos os dias que podemos dizer que já tivemos num bar feito de toneladas de gelo vindo directamente do Canadá.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Manual de Sobrevivência


"Também eu já
Senti não haver
Lugar ou espaço
Esperança para ter...

Também eu sei
Da raiva a nascer
Por tantos gritos
Ter que conter...

Mas sei também que fora de nós
Não há salvação
Restanos então
Dar asas ao que se inventa

Finge, esquece, engana o desencanto
Brinda, por ti, por hoje e por enquanto
Finge, esquece, engana o desencanto
Brinda, por ti...

Também eu já
Estive sozinha
Entre tanto fel
Erva daninha

Mas vi também que fora de nós
Não há salvação
Resta-nos então
Dar asas ao que se inventa

Finge, esquece, engana o desencanto
Brinda, por ti, por hoje e por enquanto
Finge, esquece, engana o desencanto
Brinda, por ti..."

Uma das minhas músicas favoritas. Uma melodia forte, associada a um poema sublime. Real. Verdadeiro.
Sempre que parece que as coisas podiam ter corrido melhor, que o mundo podia ser melhor, que aquele "dor amiga na barriga" podia ir à sua vidinha, que toda a gente se une contra ti... pensa neste Manual.

A Sally que o diga.

Divinal.

Ecleticamente na boa.
BM

Nine - The Movie

Há muito tempo que não me revia tanto num filme. Numa personagem.
É assustadoramente real.

Como te compreendo Guido.



Não consigo tecer mais comentários acerca desta brilhante obra prima do mesmo realizador de Chicago, que consegue juntar no mesmo plateau inúmeras lendas vivas da sétima arte. Todas sublimes. Cantam, interpretam... e são lindas.

ai ai

BM

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Picasso´s Guernica in 3D by Lena Gieseke

Todos nós conhecemos a história do famoso quadro de Picasso, Guernica. Um painel pintado a óleo de 782 x 351cm, que o pintor apresentou na Exposição Internacional de Paris.

Aquele que retrata o bombardeamento da cidade Espanhola, pela aviação Nazi em 26 de Abril de 1937. Este pintor de talento reconhecido vivia em Paris na altura dos bombardeamentos. Mas conseguiu passar, com tela, pincéis e imaginação, aquilo que sentia e via na sua cabeça. A sua dor. A dor do seu povo.

Gosto bastante de Picasso e desta obra em particular. Felizmente já tive oportunidade de a ver ao vivo no Centro Nacional de Arte Rainha Sofia, em Madrid. É avasslador.

Mas, mesmo assim, há sempre quem consegue surpreender-nos.

Lena Gieseke, uma artista Nova-Iorquina, pegou no Guernica e deliciou-me com isto:




Esteja onde estiver, Picasso deve ter-se sentido orgulhoso por ver o seu quadro ganhar ainda mais vida.

BM

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Templo de RADHA-KRISHNA


Ainda que se estejam completamente a borrifar para a minha vidinha, para o quotidiano de um homem num meridiano paralelo ao seu tempo.

Hoje foi dia de estudo, de projecção, de stress e de compromisso com cálculos. 

Falamos de trabalho, pois sim. O dia, o de trabalho, acabou com uma reunião no Hospital da Força Aérea. Boa maneira de terminar o dia. Gosto de instituições. Gosto de disciplina. Apesar de não ser militarista, não deixo de respeitar a força de vontade daquelas pessoas, a sua preserverança. O meu espírito rebelar-se-ia ao primeiro grito, à primeira atenta à minha personalidade intempestiva. E é por isso que os admiro. 

Bom, mas não é disso que vos quero falar. 

Mesmo em frente ao Hospital. Lá estava. Imponente, intrigante.  

O templo RADHA-KRISHNA, projectado pelo arquitecto português Augusto da Silva, encontra-se em permanente construção desde 1989, com o intuito de se tornar o maior da Europa.

Não tive tempo de o explorar como queria, pois ainda havia que ultimar relatórios, mas não pude deixar de fazer toda a avenida Mahatma Gandhi, em Telheiras, efectuando ângulos quase impossíveis com a cabeça, numa tentativa desesperada de absorver o máximo possível nesse furtivo roubo de conhecimento. 

11 hectares, é o espaço que o templo ocupa na Avenida. 11. Impressionante, ou não? 

Para além do salão de festas, da biblioteca e de algumas respostas sociais, o templo tem ainda um restaurante vegetariano e muitos mais projectos estão na calha. 

A Comunidade Hindu de Portugal conta já com 15 mil membros, a maioria proveniente do Estado Gujarat. 50% vive na Área Metropolitana de Lisboa.

Fiquei ressabiado nível 10. Que caraças. Porque é que não podemos fazer aquilo que queremos e temos de ir a correr satisfazer as necessidades de mercado deste mundozinho de medíocres magnatas do poder? 

Que desagradável. 

Não vai faltar muito até lá meter o bedelho.

BM


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Mais um episódio lamentável do Estado Português... e de Sócrates!

Quando um jornalista que todos nos habituámos a respeitar, pela sua isenção e independência, escreve um artigo destes, é de temer a sociedade em que vivemos.

Espero que a justiça seja reposta e que a dignidade deste jornalista seja vingada.

É vergonhoso que dirigentes do nosso país tenham a distinta lata de dizer (e de pensar, raios partam!) coisas destas... ainda por cima em público.

Deixo-vos, então, o artigo de Mário Crespo:

"Terça-feira dia 26 de Janeiro. Dia de Orçamento. O Primeiro-ministro José Sócrates, o Ministro de Estado Pedro Silva Pereira, o Ministro de Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão e um executivo de televisão encontraram-se à hora do almoço no restaurante de um hotel em Lisboa. Fui o epicentro da parte mais colérica de uma conversa claramente ouvida nas mesas em redor. Sem fazerem recato, fui publicamente referenciado como sendo mentalmente débil (“um louco”) a necessitar de (“ir para o manicómio”). Fui descrito como “um profissional impreparado”.
Que injustiça. Eu, que dei aulas na Independente. A defunta alma mater de tanto saber em Portugal. Definiram-me como “um problema” que teria que ter “solução”. Houve, no restaurante, quem ficasse incomodado com a conversa e me tivesse feito chegar um registo. É fidedigno. Confirmei-o. Uma das minhas fontes para o aval da legitimidade do episódio comentou (por escrito): “(…) o PM tem qualidades e defeitos, entre os quais se inclui uma certa dificuldade para conviver com o jornalismo livre (…)”. É banal um jornalista cair no desagrado do poder. Há um grau de adversariedade que é essencial para fazer funcionar o sistema de colheita, retrato e análise da informação que circula num Estado. Sem essa dialéctica só há monólogos. Sem esse confronto só há Yes-Men cabeceando em redor de líderes do momento dizendo yes-coisas, seja qual for o absurdo que sejam chamados a validar. Sem contraditório os líderes ficam sem saber quem são, no meio das realidades construídas pelos bajuladores pagos. Isto é mau para qualquer sociedade. Em sociedades saudáveis os contraditórios são tidos em conta. Executivos saudáveis procuram-nos e distanciam-se dos executores acríticos venerandos e obrigados. Nas comunidades insalubres e nas lideranças decadentes os contraditórios são considerados ofensas, ultrajes e produtos de demência. Os críticos passam a ser “um problema” que exige “solução”. Portugal, com José Sócrates, Pedro Silva Pereira, Jorge Lacão e com o executivo de TV que os ouviu sem contraditar, tornou-se numa sociedade insalubre. Em 2010 o Primeiro-ministro já não tem tantos “problemas” nos media como tinha em 2009. O “problema” Manuela Moura Guedes desapareceu. O problema José Eduardo Moniz foi “solucionado”. O Jornal de Sexta da TVI passou a ser um jornal à sexta-feira e deixou de ser “um problema”. Foi-se o “problema” que era o Director do Público. Agora, que o “problema” Marcelo Rebelo de Sousa começou a ser resolvido na RTP, o Primeiro Ministro de Portugal, o Ministro de Estado e o Ministro dos Assuntos Parlamentares que tem a tutela da comunicação social abordam com um experiente executivo de TV, em dia de Orçamento, mais “um problema que tem que ser solucionado”. Eu. Que pervertido sentido de Estado. Que perigosa palhaçada."

Fonte: http://www.publico.pt/Política/o-artigo-de-opiniao-de-mario-crespo_1420782

O que é que se passa neste país?!?!

BM

Regicídio

102 anos depois...
...recordar o dia 1 de Fevereiro de 1908 quando, no Terreiro do Paço, Manuel dos Reis Buiça e Alfredo Luís Costa mataram o Rei Dom Carlos e o príncipe Luís Filipe.
Infelizmente foi a solução encontrada para pôr termo ao sistema caduco que se vivia na altura.
O mais estranho disto tudo é que, tantos anos depois, ainda há pessoas com ideias (tristes) de voltar atrás. Soube hoje que o Partido Popular Monárquico (PPM) vai recolher assinaturas para referendar a República. Isto faz algum sentido?!?
Até o Duque de Bragança, Dom Duarte Nuno, já lembrou que a actual Constituição Portuguesa proíbe outro tipo de regime, que não o Republicano.
"Então, e depois?? Mude-se a Constituição, ora essa!" ou então "que se lixe a Constituição!" Lá também diz que o Ensino e a Saúde serão Universais e progressivamente Gratutitos, e a realidade está à vista de todos...
Viva a República!
BM