quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Despedida de 2009 - Que venha 2010

Antes de me ir embora, quero só dizer que espero que todos tenhamos um 2010 com melhores condições de vida, melhores salários, saúde e mais oportunidades. E claro, muito amor (ohhhhhh) e amizade.


Façamos por isso!


Paz não peço, porque as misses pedem isso todo o ano e ainda assim, o Obama acabou de reforçar o contingente no Afeganistão. Parece que vou ter de fazer muito mais que desejar. Vou ter de exigir. Lutar com as armas que tenho: o poder de pensar, de agitar e de denunciar.


Ah! E só para dizer à Andrea, que foi a visitante 10.000 aqui do caderno de notas,



que o prémio que tenho para ti por esse grande feito da humanidade é... (xananananannnnnnn)


...


Rufos, por favor:


"ainda não pensei nisso", peço desculpa.
BM


quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Avatar - The Movie


Official Avatar Movie

Infelizmente não tenho muito tempo para escrever esta pequena crítica cinematográfica, porque daqui a umas horas acaba o ano e é desagradável (adoro esta palavra) passar a passagem de ano, perdoem-me lá a redundância, como passo todo o ano: em frente a um computador.

Cá vai disto:

"Avatar" é um dos poucos filmes que conseguiu manter-me calado durante a sua projecção. Não porque não houvesse muita coisa para dizer sobre ele, mas sim porque existem tantos pormenores para captar, tanta coisa a acontecer ao mesmo tempo que, ou se está concentrado, ou metade do que o James Cameron nos tem para oferecer, perde-se na solidão da tela branca.

Começo, então, por dizer que gostei muito deste filme.

A qualidade dos efeitos especiais é impressionante, claro está. Cores, movimentos, sincronizações perfeitas. Nem parece que é feito por computador. Uma fluidez impecável. De tal maneira que, a certo ponto, começamos a acreditar que aquilo existe mesmo. Ou talvez não, mas vocês percebem onde quero chegar.

A banda sonora também ajuda à criação daquele ambiente de fantasia natural, repleto de criaturas selvagens, tribos, animais exóticos e os nossos heróis humanóides Na´vi. Não há bom filme que resista, se não for ajudado por uma boa composição sonora. Em "Avatar" não há dúvida que essa etapa foi superada.

É óbvio que, no meio de todo este êxtase visual, existe uma mensagem. Faz-nos pensar na nossa prepotência, enquanto espécie. Da nossa mania de querer subjugar. E das lições que vamos levando dos mais fracos e da própria natureza. Há-de chegar o dia em que o Homem perceba que não é dono da Terra. Ela foi-lhe emprestada, como a tantos outros seres. Por isso, há que aprender a partilhar e a não vilipendiar o que não é nosso!

Os actores não estão mal. Mas, infeliz ou felizmente, não são eles que brilham. No meio daquela orgia de efeitos, a interpretação perde-se um bocadinho.

Parece-me que este filme vai ser bastante premiado em categorias técnicas, como efeitos especiais, fotografia, montagem, efeitos sonoros, guião e até mesmo melhor filme, mas as interpretações vão ficar de fora dos prémios. O filme é muito maior que os actores.

Só tenho pena de duas coisas. Duas máculas para manchar esta (mais uma) monumental obra prima do realizador de "Terminator":

1 - O nome do habitat - Porquê Pandora?!? Era para ser uma alusão à caixa de Pandora? Onde reside todo o bem e todo o mal? Oh James, que cliché.

2 - O facto dos Na´vi e alguns animais (espécies de cavalos e de dragões, por exemplo) se escolherem mutuamente, como de coisa mística se tratasse, e aquela história de se tornarem um só, não é original. Faz lembrar a história de Eragon. Assim que vi Neytiri a ligar-se ao seu Ikran e a explicar este processo ao James Sully, lembrei-me logo do Eragon e da Saphira. É caso para dizer, "acho que já visto em algum lado, Na´vi??" :)

Ainda assim, com estas duas pequenas coisas que eu retiraria desta película, estou em crer que temos aqui sério candidato ao Óscar de melhor filme. E com isto, digo tudo.

Et voilá.

BM

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Porquê


Hoje o mundo ficou mais pobre.
BM

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Como diz a Dulce...

Dulce Ferreira
"sp se disse k a união faz a força :)"




E não é que é verdade mesmo?

BM

domingo, 27 de dezembro de 2009

Limpar Odivelas



No âmbito do projecto Limpar Portugal, foi estabelecido um grupo de trabalho para o Concelho de Odivelas que já reuniu duas vezes.
Nessas reuniões foi constituída a Coordenação Concelhia de Odivelas, da qual faço parte na área dos contactos.

E é por isso que, nestes últimos dias do ano, venho apelar-vos para que se juntem a nós nesta tarefa que terá de ser de todos, uma vez que os nossos governantes não fazem o que é necessário.

Vai ser preciso sinalizar lixeiras, divulgar o projecto, reunir voluntários... e já só faltam 3 meses!

Vamos pôr mãos à obra e mostrar-lhes como é que se faz!

Se quiserem inscrever-se podem passar pela rede social do projecto ou enviar-nos um mail para contactos.limparodivelas@gmail.com, que nós ajudamos no que for necessário.

"Let´s do it!"

BM

sábado, 26 de dezembro de 2009

Há coisas que não se percebem...

Lá se passou mais uma noite de Solstício, de que gosto particularmente, a que se seguiu, poucos dias depois, a comemoração do nascimento de um menino especial. Apesar de não acreditar na sua divindade, quero acreditar que foi um homem bom. E como todos os homens bons devem ser recordados... ele não é execepção. Agora, há coisas que não percebo...
1 - O que é que a Árvore de Natal tem a ver com isto?
2 - O Pai Natal é um bocado pagão, não é? "Há quem diga que não existes, quem te inventou foi a Coca-Cola", já dizia o AC;
3 - Porque é que trocamos presentes entre nós, se foi ele que nasceu? Quando alguém faz anos, só se dá presentes a essa pessoa...
4 - Porque é que pensamos que, por ser Natal, podemos comer uma enormidade de doces?
5 - Porque é que compramos mais comida do que aquela que podemos comer, quando há pessoas a morrer à fome nas ruas?
Bem, não vou continuar, para não ficar deprimido, mas há mesmo coisas que não fazem qualquer sentido, para mim.
Por exemplo, por mais que eu diga que não quero presentes, é evidente que as pessoas do costume vão gastar uns trocados em qualquer coisa, "só uma lembrança, para assinalar o dia".
Por isso, para não andar por aí dinheiro mal gasto, decidi elaborar uma lista para se seguirem, que esteve disponível nas últimas semanas:

Lista para o Solstício de Inverno ´09
- Uma casa. Pode ser T2
- iPhone
- iMac --> adquirido em 1/12/09...
- Canivete Suiço
- Livro "Física em Medicina Nuclear" de J. J. Pedroso de Lima
- "Fúria Divina" de José Rodrigues dos Santos
- "Lost Symbol" de Dan Brown (de preferência em Inglês)
- Livros de... qualquer Nobel (do Saramago e do Gabo não, está bem? já tenho muitos...lol)
- CD "Rua da Saudade" - A Homenagem ao Ary
- Agenda Telefónica... Moleskine, claro
- Ténis para desporto
- Arquivador de Cartões de Visita
- Estojo para colecção de Moedas

Era óbvio que a lista vinha com ordem de preferência. Não percebo porque raio saltaram os primeiros itens e só recebi o que está a negrito. Ele há tanta injustiça neste mundo. lol
Mas se pensam que com isto escapei às cuecas e às meias... enganam-se. É assim.
Evidente que estou a brincar. Como dizia ontem à minha mãe, chega uma altura da vida em que nos sentimos melhor a dar do que a receber. É mesmo verdade. Felizmente tudo aquilo que preciso vou comprando ao longo do ano... e fioco grato por isso. Há pessoas que não têm essa sorte. Por isso sinto mais gratificação em oferecer algo que sei que faz falta ou vai fazer feliz alguém. Que estranho.
Mas, se há coisas que não se percebem, esta deve ser a pior: o que raio se passou na cabeça dos administradores da Delphi para despedirem mais de 300 trabalhadores (famílias inteiras) na véspera de Natal???? Requintes de malvadez ou pura estupidez?
Há mesmo coisas que não se percebem...
BM

Isto foi em Portugal?!?



Sim senhor... mais um motivo para os turistas regressarem ao seu país e falarem do nosso. Muito engraçado!

BM

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Boas Festas dos "Cá da Terra"

O que não faz ter fãs... uma fã particularmnte dedicada fez esta pequena brincadeira, para alegrar as nossas festividades:

Send your own ElfYourself eCards


BM, A e Marco.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Este Blogue é Gourmet!

Inspirado por um comentário de uma leitora assídua, decidi criar um selo (tão em voga há uns tempos e agora tão pouco fashion) para premiar todos os blogues que primam pela qualidade.

Simples, mas real, o selo será assim:
A filosofia da coisa é a seguinte:


1 - O criador do selo distinguirá 8 belos blogues, pela sua qualidade intelectual;

2 - O distinguido poderá colocar o selo no seu estaminé, e distinguir, por sua vez, mais 8 blogues;

3 - O distinguido deverá colocar um link no selo para o blogue do amigo que o distinguiu.

4 - O distinguido deverá deixar um comentário nos blogues que quer, por sua vez, distinguir.

(após esta primeira leva, o ponto 1 deixará de fazer sentido, pelo que vos peço que alterem a numeração, eliminando esse ponto).

Sendo assim, eu vou distinguir:

http://adoptaumamigo.blogspot.com/

http://azimute44.blogspot.com/

http://maosolidaria.blogspot.com/

http://projectotavolaredonda.blogspot.com/

http://smilegraffitiartist.blogspot.com/

http://kameroikos.blogspot.com/

http://muitascoisasdecarol.blogspot.com/

http://carla-carpediem.blogspot.com/

E é isto.

Aproveito para vos aconselhar a leitura destes blogues. Muito bons, mesmo.

BM

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Solstício de Inverno

Começa hoje o Inverno e, com ele, uma nova vida trazida pelas águas das chuvas.

Começa hoje uma nova era.

Feliz Solstício para todos.

Já era tempo de renascermos.




BM

Caneças Solidária ´09

80 Voluntários
e
11 Locais de Recolha


Resultaram em mais de 5 toneladas de alimentos, 700 kg de roupa e 680 brinquedos!








Obrigado a todos!
BM




quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Coisas de bloggers: gajas nuas, Cristiano Ronaldo e Sócrates

Hora de almoço na MC.

Pausa. Café.

Tempo para escrever sobre uma bela conversa de dois bloggers que se juntaram à volta dos seus blogues. Eu, o bolhas do costume e o colega novo, caloiro portanto, a dissertar sobre maneiras interessantes de aumentar as visitas aos nossos blogues.

Começou pelo inocente... 'ah, também tens um blogue, Bruno?", "Pois, parece que sim", "e também estás no site meter?", "também".

Clique após clique, verificámos que o meu blogue está em banho maria, não ata nem desata (é assim que vocês me tratam)... o que nos levou a divagar sobre boas alternativas para revitalizar a dinâmica aqui do burgo.

Diz ele: "epá, para aumentares as entradas no teu blogue, arranja maneira de escrever num post qualquer coisa que vá dar a GAJAS BOAS, ou a CRISTIANO RONALDO NU, ou um qualquer escândalo com José SÓCRATES".

Bom, como eu não estou a ver como fazer isso num post normal, cá estou eu a partilhar convosco que neste Natal, e no novo ano que aí vem, espero que o nosso Primeiro Ministro José SÓCRATES não se envolva em metade dos escândalos em que andou embrulhado neste último mandato. Pode ser que, se eu pedir muito ao Pai Natal, isto seja possível.
Mas, se tal não for possível, que seja uma história de uma aventura sexual, com GAJAS EXTREMAMENTE BOAS que, de preferência, não se tenham cruzado com o CRISTIANO RONALDO todo NU, porque aí iriam comparar os abdominais do primeiro com os dele e não há corrida da ponte, ou da EDP, ou lá o que é, que se comparem com a conta do BES, oh que parvoice, com a postura atlética do jogador, assim é que é.


Que história bem parva. Mas ele também não disse que tinha de falar deles todos no mesmo post, pois não?

Mas como eu escrevo aqui porque gosto e porque me faz bem, estou-me um bocadinho a c@€ar se toda a web não vem para aqui à procura de intrigas e do diz que disse. Se os meus amigos cá passarem já fico feliz e se os visitantes fortuitos que cá vêm dar gostarem de ler aquilo que GOSTO de publicar, então fico ainda mais feliz.

Mas não me parece que volte a falar do Cristiano Ronaldo tão cedo, é já para avisar.
Já do Sócrates... não me posso comprometer.
O homem é uma musa de criatividade para quem escreve. Textos humoristicos, principalmente.

(Obrigado caloiro... na verdade, sempre ansiei escrever sobre GAJAS BOAS sem parecer um Neandertal com o cio)

Beijos e abraços do Gordo!


Post Scriptum: para que conste, aquando da publicação deste post tinha 9,766 visitantes. Vamos ver se o caloiro tem razão. Se não tiver, a praxe será pensada com requintes de malvadez... aceitam-se ideias.

BM

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Afinal, o Natal até nem é só para gastarmos dinheiro...

... também é para recebermos presentes destes:



Epá, só tenho a agradecer a esta equipa fantástica pelas manhãs bem passadas no meu pópó a caminho do trabalho.

Já passei muitas vezes por maluqinho, a rir às gargalhadas sozinho dentro do carro e, quando reparo, está um autocarro inteiro a olhar para mim com ar de "ai, coitadinho, é do stress. Tão jovem e já assim." É o que dá ouvir a caderneta de cromos. Tornamo-nos, rapidamente, num.

Esta música está mesmo bem esgalhada...

Ah e tal, "quem não ouve a Comercial, não tem presentes do Ribeiro", então e quem ouve?? vai receber presentes do lampião? Estou à espera, Ribeiro!

Ao Markl já ninguém pede presentes. Desde que se dedicou a cantar e a dançar em público, já nos brinda com os melhores presentes que alguma vez poderiamos ter.

Markl a Ídolo de Portugal!

(e Ribeiro a Pai Natal, pois claro... não chega meter-se a jeito!)

E é isto.

BM

Um exemplo a seguir...

... este, dos Coreanos (não são chineses...). Não sei se de Sul se de Norte:




Existem diferenças culturais avassaladoras entre os povos. Conseguem imaginar as claques do Sporting e do Benfica a degladiarem-se desta maneira?

Responde ali o xou Zé, da tasca 'enfrasca-te aqui´: eu quero é que esses "cabr#$s e pan%l&ir@s da m3r%a do B3n$ica se vão..." ... Vocês sabem o quê.

É este o país que temos.

Enquanto tivermos a bola para discutir à hora de almoço, não falamos de coisas realmente importantes, como o nosso futuro, o emprego ou a economia do país. E que jeitaço que isso dá aos palermas do governo.

BM

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

O Natal dos pequeninos

Quando vou ao centro comercial e vejo milhares de pessoas a gastarem mais dinheiro do que aquele que têm, a endividarem-se... fico profudamente triste.

Porque razão um presente interessa assim tanto?

Destesto ser derrotista, mas tenho de concordar com o BOSS AC, quando diz que "parece que é desculpa para um ano de costas voltadas, e o que interessa é se as prendas estão compradas!".

E depois, no meio desta azáfama desenfreada, vamos tendo contacto com outras histórias, duras, sem jingles de Natal, reais.

Este fim de semana, por exemplo, conhecemos algumas.
Na Feira de Natal do Távola Redonda, um jovem de 16 anos, perante a mãe, que estava presente e que ele chamou ao palco, cantou este poema, escrito pela mão dele:



Saltaram lágrimas um pouco por toda a sala... porque era inevitável. Aquilo estava a acontecer mesmo à nossa frente. Não pudemos desviar o olhar. Não pudemos fazer de conta que estas pessoas e estas histórias não existem. Tivemos de ver. Ouvir e sentir.

Se eu já sentia e via o Natal de maneira diferente, agora... ainda é pior.

"uns deitam comida fora... outros não a têm à mesa". É isso mesmo, AC.

Para vocês, Dark Christmas, uma melodia que deve tocar nos corações de quem não tem uma mesa farta na ceia, de quem não tem mãe para lhe dar carinho de presente, de quem sabe que vai perder a luta contra uma doença, de quem é vítima de ódio pela diferença, de quem não vive a vidinha simples e despreocupada das pessoas "normais":



Absolutamente brilhante, esta peça.

BM

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Berlusconi analisa Património Italiano demasiado de perto!

Tão de perto, tão de perto, que lá se foi o nariz e dois dentinhos:




Repugna-me qualquer tipo de violência, mas o senhor tem-se metido a jeito...

Depois das centenas de manifestações pelo mundo inteiro a exigir a sua demissão, acontece este episódio deprimente. Acham que vale a pena estas touradas?

Eu já me tinha demitido. Porque tenho vergonha na cara. Como ele não tem vergonha, tem sangue. É triste. Cada vez mais me aflige viver neste mundo de selvajaria.

BM

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Os Saloios de Caneças... em força em 2010!

Hoje é dia de divulgar mais uma iniciativa da Junta de Freguesia de Caneças:


O primeiro ensaio é já no dia 2 de Janeiro de 2010, às 15h, na Casa da Cultura.

Como diz o cartaz, a "Junta de Freguesia de Caneças vive mais a Cultura!"

BM

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Maria José Nogueira Pinto chama "Palhaço" (!) a deputado do PS

Se por Odivelas há vereadores que se espantam em auto-estradas, lá pelo Parlamento também não se pode dizer que a coisa anda calminha.

Ora o governo sofre derrota atrás de derrota, ora deputados protagonizam cenas como esta:



Isto é conversa de pessoas civilizadas? São estas as pessoas que nos representam?

Que medo.

É nestas alturas que me sinto orgulhoso de não ter votado nem num, nem noutro!

Ufa!

BM

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

"Hugo Martins, o super-vereador de Odivelas"

... Foi assim que tomei conhecimento desta história. Com este título e com alguma estupefacção... O melhor mesmo é transcrever parte da notícia:

"Tomou posse há um mês mas já deu nas vistas. Despistou-se com o carro da Câmara às 5h30 da manhã. Alcoolizado

(...) 

Um mês e uma semana depois de ter tomado posse como vereador da Câmara de Odivelas, eleito pelo PS, Hugo Martins já deu nas vistas. Apesar de ser uma figura desconhecida e de cumprir o primeiro mandato na vereação da autarquia, depressa saltou para as páginas dos principais jornais portugueses.

O titular dos pelouros do Desporto, Obras Municipais, Transportes e Oficinas despistou-se na madrugada de anteontem na A9/CREL, ao quilómetro 22,8, em Bucelas, Loures, com o carro da Câmara, um Audi A4. O acidente aconteceu às 5h30 da manhã, quando Hugo Martins regressava a casa, junto ao mercado da Póvoa de Santo Adrião, vindo, segundo um amigo, "de uma discoteca em Torres Vedras".

Quando a Brigada de Trânsito do Carregado chegou ao local, o vereador foi obrigado a soprar no balão e acusou uma taxa de álcool de 1,67 gramas por litro de sangue, o que constitui crime (o limite permitido por lei situa-se nas 0,50 gramas). A patrulha policial foi recebida, segundo o comando-geral da GNR, "de forma agressiva". De tal forma que os dois militares presentes tiveram de pedir reforços. Quando uma segunda patrulha chegou ao local do acidente, um dos agentes, que entretanto terá metido baixa, partiu um dedo durante os desacatos, segundo informações avançadas pelo "Correio da Manhã" mas não confirmadas pelo comando-geral da GNR. Apesar do despiste não ter sido grave e Hugo Martins não ter sofrido quaisquer ferimentos, o carro da autarquia ficou danificado e foi levado para as oficinas da Câmara. Os militares receberam tratamentos no Hospital de Vila Franca de Xira. (...)" 

Fonte: i, disponível on line

Vamos ver como esta história evolui...

BM


Coisas que um gajo tem de ouvir

Uma saída descontraída. 

Uma sala lounge. 

Um Cappucino.

Uma miúda... 

...Que diz: "Tens uns olhos muito pequeninos. Ah! e uma boca grande. Na verdade, pareces mesmo um crocodilo!"

Epá... andou uma mãe a criar um filho para isto? lolololol

BM

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Avante! na Bolívia



"Evo Morales com reeleição esmagadora"


Foi assim que recebi a notícia da vitória do amigo Boliviano.

Com cerca de 63% dos votos, o Presidente reeleito declarou que é seu dever "acelerar a mudança".

Com esta expressão da vontade popular, que lhe confere o controlo das duas câmaras do Parlamento, fica claro que o povo da Bolívia acredita que é possível uma vida melhor, através da sua Revolução Bolivariana, dos seus ideais de igualdade, fraternidade, justiça e honestidade.

Assim se prova que há alternativas a este sistema caduco, infectado e decadente que é o Capitalismo.

Já sabem, sempre que vos perguntarem onde é que há bons exemplos de governos verdadeiramente socialistas... podem responder a plenos pulmões: NA BOLÍVIA!!

Parabéns camarada Evo... para ti e para o todo o teu povo!


BM

sábado, 5 de dezembro de 2009

Schmap Amsterdam Ninth Edition: Photo Inclusion

Quando estava em Barcelona, em formação, recebi um mail dos editores do Schmap, um guia turistico internacional, dizendo que tinham gostado de uma das minhas fotos de Amesterdão e que, se eu autorizasse, a iam propor para a nona edição do guia que sairia brevemente.
Ao que parece estavam bastantes fotografias a concurso e só as melhores seriam escolhidas. Claro que autorizei que a minha foto fosse a concurso... e hoje recebi este mail:

: Schmap Amsterdam Ninth Edition: Photo Inclusion

Hi Bruno,

I am delighted to let you know that your submitted photo
has been selected for inclusion in the newly released ninth
edition of our Schmap Amsterdam Guide:

Central Station
http://www.schmap.com/amsterdam/sights_tourism/p=32621/i=32621_67.jpg
If you use an iPhone or iPod touch, then this same link
will take you directly to your photo in the iPhone version
of our guide. On a desktop computer, you can still see
exactly how your photo is displayed and credited in the
iPhone version of our guide at:
Central Station
http://www.schmap.com/?m=iphone#uid=amsterdam&sid=sights_tourism&p=32621&i=32621_67

Thanks so much for letting us include your photo - please
enjoy the guide!

Best regards,

Emma Williams,Managing Editor, Schmap Guides


Fico bastante contente que tenham gostado da minha fotografia, do meu olhar daquele instante. Não a tirei a pensar em publicações, mas não posso deixar de partilhar a alegria de pensar que milhares de pessoas vão ver a Estação Cent
ral através de mim, dos meus olhos e da minha câmara. 

Resta dizer que os editores escolheram a foto, navegando na minha galeria de fotografia on line.

Para os curiosos, a foto escolhida foi esta:


Central Station

Gosto particularmente da gaivota que voa descontraídamente sobre o edifício.

Acabam de testemunhar a publicação do meu primeiro trabalho artístico. :)

Já agora ficam a saber o que se diz por aí sobre o guia onde a foto foi publicada:


Bom fim de semana.

BM

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Antes da dívida eles têm direitos!








Cada vez se acentuam mais as injustiças para os colegas que estão, à margem da lei, a recibos verdes.

Recebem menos, têm menos regalias, não têm subsídio de férias ou de Natal e... pagam mais impostos.

Isto é justo?

Não me parece.





Por isso eu fui até www.antesdadividatemosdireitos.org e assinei uma petição que a plataforma irá entregar à Assembleia da República.

Tira um bocadinho e lê. Se concordares com o texto, assina.

Solidariedade entre os trabalhadores é necessário e saudável.

Es estou/sou "Orgulhoso de estar no proletariado!"

BM

Sensibilidade

Os Ska-p surpreendem-me cada vez mais...


Twilight - New Moon

O novo filme dos Vampiros adolescentes, mais um, o aclamado Twilight - New Moon, ou em bom português, Crepúsculo - Lua Nova, tinha tudo para ser um bom filme. 

Mas, lamento desiludir-vos... não é.

Aquela que podia ter sido uma história engraçada com vampiros, que é sempre um elemento interessante, com adolescentes bem parecidos e efeitos especiais caríssimos, resultou na maior chachada do século. 

Um filme sensaborão, insosso mesmo. Nem uma dentadinha, nem um bocadinho de sangue a brotar de uma qualquer jugular... que falta de emoção, daquele friozinho na barriga, da quase veneração pela juventude dos mauzões das dentuças afiadas...

Em Portugal tem apenas dois pontos positivos: o facto do título estar correctamente traduzido e os bons efeitos especiais nas transformações dos jovens em Lobisomens. 

De resto, meus amigos, nada há a dizer, senão que "oh meu Deus, eu paguei para ver isto!"

E tenho dito.

(Post Scriptum: agora que escrevo isto talvez se acanhe, mas acho que o primeiro impulso da Andrea seria o de deixar aqui um comentário a refilar com a minha falta de sensibilidade e a defender o romantismo do filme. Miúdas...)

BM

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Viagens pelo Mundo Fora!


(em construção...)


Kit do Viajante
Antes de partilhar convosco alguns dos sítios que conheço, recomendar-vos o melhor e alertar-vos para o pior, não há nada mais importante do que elaborar uma pequena lista de artefactos simplesmente imprescindíveis em qualquer viagem. Não falo daquelas coisas óbvias, como cuecas, meias e afins. Só daquelas que normalmente ficam para trás... Só para evitar aquela sensação de... "uhm, acho que me esqueci de alguma coisa...", rapidamente seguida de "bolas, eu sabia que me faltava qualquer coisa!".
Eis a Lista: (em construção)
1. Guia Turístico - dica: há bibliotecas que os alugam ou emprestam. Não precisam de andar a comprar guias de todo o mundo... e também os há on-line; estes até se podem descarregar (total ou parcialmente). Exemplo: Schmap;

2. Notebook e Caneta;

3. Medicamentos (nem sempre é fácil encontrar uma farmácia e nem sempre o "farmacêutico" percebe inglês e podem acabar, como eu, a explicar uma diarreia por gestos e sons. Não é bonito). Aconselho Immodium, um anti-gripal e pastilhas para a garganta;

4. Venda para Olhos (aproveitar as noites para fazer viagens de combóio, barco, ou até avião é bastante inteligente... mas não dormir por causa da luz, nem por isso!)

5. Almofada Insuflável (para não acordarem dessas viagens nocturnas com a sensação que deslocaram qualquer coisa);

6. Porta Passaporte (tenho sempre algum pânico de perder o passaporte... é que já perdi telemóveis, cartões de crédito... mas o passaporte NUNCA!)

7. Canivete Suiço (ou não fosse uma das melhores invenções do Homem. Com um destes, qualquer um de nós pode ser o MacGyver);

8. Lanterna para cabeça (especialmente se vão escalar, ou para o deserto. É óptimo para não serem atropelados por camelos. Com a vantagem de terem as mãos livres para o que der e vier);

9. Chapéu de Chuva ou Impermeável (eu prefiro o impermeável, mas gostos não se discutem... passear ensopado é que é chato)

10. Chapéu (ou lenço para a cabeça);

11. Mochila 2 em 1 (para quem gosta de fotografar, aconselho a compra de uma mochila que acomode perfeitamente a sua máquina, mas que tenha espaço para a garrafa de água, um livro, o guia e pequenos objectos, por exemplo, o canivete suiço);

12. Protector Solar;



13. Óculos de Sol (sempre!!!)

14. Carregador do telemóvel (já ninguém sobrevive sem telemóvel, pois não);

15. Casaco Quente (mesmo que o destino seja o deseto... à noite faz frio que dói!);

16. Boa Música (para os momentos de relax e para as deslocações);

17. Bom livro (para evitar as secas das esperas: espera pelo avião, espera para vagarem o quarto...)

18. Ear Plugs, ou em português, tampões. Para dormir bem nas viagens;

19. Cadeado para as malas... não vá um tratante querer vasculhar os nossos pertences;

20. Pacote de Lenços. Parece-me óbvia a panóplia de utilidades deste item.



Agora sim, os destinos!
Eis onde vos posso ajudar (basta clicar) (em construção):


América

- México
- Cuba
- Brasil

Europa

-- Portugal
      - Monsanto
- Espanha
- França
- Bélgica
- Luxemburgo
- Holanda
- Itália
      - Milão
- Lituânia
- Letónia
- Estónia
- Finlândia
-- Reino Unido
      - Inglaterra
      - Escócia
- Irlanda
   

África

- Egipto
- Marrocos
- Angola
- Dubai


BM

iMac chega a Caneças

Mais propriamente a, vá... minha casa!!!!!!!!!

:) :) :) :) 

É verdade. Hoje perdi a cabeça e o amor ao dinheiro e catrapum. 

Tenho um menino destes mesmo à minha frente:



Roam-se de inveja!

Até amanhã.

Sinceramente,

Bruninho

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Távola Redonda Continua!

Olá a todos,

Não tenho muito tempo para escrever, mas isto tinha mesmo de ser partilhado.

Tal como prometi, assim que soubesse o resultado da candidatura do nosso projecto Távola Redonda, à 4ª geração do Programa Escolhas, viria aqui partilhá-lo convosco.

E assim, resumidamente, resta-me dizer que o excelente trabalho efectuado pelos técnicos do projecto permitiu que a nossa candidatura fosse, uma vez mais, APROVADA!

Serão mais três anos a trabalhar com e para a Juventude!!!

:)


Já agora, se quiserem saber mais sobre o projecto, podem sempre consultar o seu Blogue ou a sua página na rede.


Aproveito também para vos convidar para a Feira de Natal que o projecto está a preparar:




Se não sabes o que hás-de oferecer no Natal, eles ajudam-te.

Passa pela Casa da Cultura nos dias 11, 12 e 13 e poderás não só fazer as últimas compras de Natal, como também ouvir poesia e música, que estão reservadas paras as noite de 11 e 12.

(agora tenho de me despachar... almoço de família...)

Hasta,
BM

domingo, 29 de novembro de 2009

Finalmente... Caim

Tenho uma lista (mais uma) infindável de coisas para escrever. Mas tal como disse no artigo a que chamei A Maior Flôr do Mundo, como o livro, a tentação falou mais alto e pronto, já está.


"Caim" totalmente devorado.


Uma vez lidas todas as páginas deste conjunto de histórias que Saramago nos trouxe através do insaciável Caim, assassino do seu irmão Abel, continuo a achar que a onda de ódio e de irritação, que ultrapassou já, em muito, apenas o rótulo de polémica, é, tão somente, uma verdadeira histeria. Uma camuflada e caduca tentativa de mal-dizer quem tem opiniões. Sim, opiniões.

Porque é disto que se trata, ou não? A opinião de um autor. Nada mais.


Porque razão ficou tanta gente indignada por Saramago ter escrito coisas como "Quer dizer, além de tão filho da puta como o senhor, abraão era um refinado mentiroso"? Que sociedade é a nossa, quando se insurge um punhado, grande note-se, de pessoas a descredibilizar um homem que tanto deu à literatura e ao país, diga-se fazendo justiça?


Eu sei qual é. É uma sociedade que não questiona. Que aceita dogmas, mesmo que, por definição, nunca conseguirá explicá-los. Que aceita a fúria de Deus, porque ele tudo pode e mais vale cair-lhe nas boas graças, que nas más. E porque assim já era quando nasceram, porque raio haveria agora de mudar?


O que me parece, em boa verdade, é que Saramago, uma vez mais, acaba de prestar um grande serviço público a este país de brandos costumes. Ai, somos todos católicos e acreditamos no senhor, não é verdade?


Mas, quantos de vós, católicos da mão no peito, já leram a bíblia? Mesmo daqui vejo muito poucos dedos no ar. O que ouviram foram interpretações, foram pontos de vista que vos foram sendo passados pela família, Padres ou pseudo-eruditos.


É por isso que muita gente estranha ver uma bíblia na minha mesa de cabeceira. Porque eu, por defeito de formação talvez, científica como convém, tenho aversão a aceitar sem ter meio de provar. E muito menos de falar sobre coisas que... não conheço.


E parece-me que, pelo meio das opiniões que podemos, ou não, partilhar com o Nobel, ele lá vai contando vários episódios Bíblicos, perpetuando a magna história e a palavra do senhor; permitindo, assim, que aqueles que se deixam assustar pelo volume biblico da Bíblia, possam ter acesso a algumas dessas histórias, através das viagens no tempo-espaço do nosso, agora famoso, Caim.


Até o simples nome de Caim. Acho que todos já tinhamos ouvido falar nele, sem dúvida. Mas em boa verdade quem é que o conhecia, de facto?


Agora conhecem. E se quiserem conhecer mais histórias, como esta, têm sempre a Bíblia. Mas preparem-se para uma leitura muito mais prolongada e muito mais difícil do que a de Saramago.

Ah e não se admirem quando lerem e se aperceberem, linha após linha, que o senhor, ao contrário do que andamos todos (??) a tentar implementar no mundo, consegue ser muito pouco tolerante.


Se Saramago tem razão no que diz? Que importa isso?


Pôs-nos a discutir o assunto.


E é isso que importa.


Obrigado Saramago.


BM

sábado, 28 de novembro de 2009

Freddie... 18 anos depois

Passados já 18 anos e 4 dias do seu desaparecimento, não posso deixar de lembrar aquele que foi, provavelmente, o melhor cantor do mundo.

Infelizmente, a corrente incessante da vida é tal, que nos esquecemos, por vezes, daqueles que mais nos querem, que mais nos estão próximos e daqueles, como Freddie, que nos inspiram.

Foi uma grande perda, esta que sofremos com a morte dele em 1991. Ainda estamos à espera de uma voz potente o suficiente para preencher a enorme lacuna que ele deixou no rock mundial.

O corpo morreu, mas não a obra, não a arte, não a voz.

Naqueles dias em que tudo parece correr mal, que a inevitabilidade vai engolir-me num breu de sofrimento, lá aparece, primeiro tímida, depois ganhando volume, a voz do Freddie a cantarolar "The Show must go on"



Mas também há dias em que apetece gritar ao mundo, sem pruridos, aquilo que me vem à real gana. Viver sem limites, boémio.

E lá aparece Bohemian Rhapsody... a suavidade que se tranforma em luxúria, em loucura personificada, no ritmo acelerado do apogeu do orgasmo da vida.



Ah, e por falar nisso, quem é que decidiu homenagear o Freddie e os Queen? Quem foi?

Os nossos queridos Muppets:



It´s just... fucking delicious! Isn´t it?
mãnãmãnã! tu tu ru ru, mãnãmãnã!

Hasta siempre, Freddie!

BM

"A Vida num Sopro" - Final cut

AH! Esqueci-me.

Como o Luís diz... "Viver é sofrer". É ou não é?

BM

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

"A Vida num Sopro"

... de José Rodrigues dos Santos, mesmo com as suas 611 páginas, é um romance que parece evaporar-se por entre os dedos de um leitor que, por muito que queira, não consegue deixar de se colocar na pele de Luís, o "deitor" e alferes veterinário. Bem, pelo menos se for homem, como eu, que me vi a imaginar o que faria naquela situação.

Ou na pele de Amélia, se for uma delicada senhorita, quem sabe.


É este o livro que quero recomendar, numa semana que se finda com um quadro febril, que por momentos todos acreditaram ser sintoma de Gripe A. Mas fiquem descansados. É só uma inflamação aguerrida da garganta, fruto de descuidados desvarios à chuva.
O que interessa, porém, é falar sobre este, como direi, fantástico talvez, livro do autor que nos habituámos a ver no Telejornal.
O que parece, a princípio, um simples romance de adolescentes numa época dificil do país, evolui para uma série de acontecimentos que envolvem Amor, tragédia, desencontros, traições, pequenas vitórias, grandes derrotas, aventuras e política. PVDE, Estado Novo e a oposição clandestina, esta última a expensas dos revolucinários comunistas, inconformados pela então actual "situação".
Com o desenrolar da história do amor entre Luís e Amélia, retrata-se um país de perseguições, de provocações, de bufos, de delito de opinião, de violência, do "se não és por mim, és contra mim".
Paralelamente, mesmo ali ao lado, eclodia a Guerra Civil Espanhola, onde os "rojos" foram acossados pela união de esforços de tropas e governos fascistas, que ajudaram o exército espanhol a derrotar os republicanos, violando escandalosamente o acordo de Não intervenção redigido pelo Reino Unido, e proposto através de uma marioneta França. A verdade é que, utilizando a capa da ajuda humanitária, que deveria levar alimentos e agasalhos aos refugiados espanhóis, os apoiantes da esmagação da ideologia comunista pela força e pelo sangue, fizeram seguir armas, bombas e munições em camiões cheios de pólvora e vontade de destruição. Eram praças de touros repletas, arenas enormes que se tornavam pequenas, sempre que a Legião Estrangeira, constituida por mercenários sangrentos, tomava pela força um reduto da República e fazia prisioneiros todos os resistentes, que fuzilava depois, sem qualquer dó nem piedade.
Foi neste ambiente que Luís se envolveu num episódio de assassinato provocado por um devaneio do Amor e que, por causa disso, se viu nas mãos da PVDE e na iminência de ter de se render ao regime. Optou por outra solução. Pela Liberdade! Ainda que isso lhe tenha custado a vida.
A não perder.
BM

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Festa da JCDU em Caneças


EU (também) VOU!

domingo, 22 de novembro de 2009

Ciência em destaque

Espero que tenha surtido algum efeito... pelo menos já deu em artigo:

BM

sábado, 21 de novembro de 2009

A Maior Flôr do Mundo

Quando penso "é agora, tenho de ir para a cama", sou traído, uma vez mais, pela memória.

Numa altura em que toda a gente anda um bocado histérica por causa do novo e polémico Caim, que vi taduzido para Espanhol e Catalão, eu tenho andado perdido por outras leituras, outros autores. Não que não goste de Saramago, muito pelo contrário.

Mas o falatório é tanto que prefiro deixar assentar a poeira e lê-lo com calma. A verdade é que ele já anda cá por casa, pois o senhor meu Pai decidiu dedicar-se a ele aos serões. Tendo por perto a tentação, qualquer dia o cântaro que tanto vai à fonte, acaba mesmo por partir.

O livro foi colocado, deliberadamente na minha secretária, debaixo do meu nariz. Mas ao invés de abri-lo e ler pelo menos o primeiro capítulo, como costumo fazer, olhar aquele livro do Saramago fez-me lembrar de outros que li dele.

Nunca esquecerei "A Maior Flôr do Mundo", que li de enfiada durante... uma reunião. O que é que se discutiu na reunião? Não faço a mais pequena ideia. Mas sei todos os pormenores desta maravilhosa história.

Isto tudo, às 3:14 da manhã, fez-me lembrar que um destes dias conheci esta pequena maravilha:



Obrigado e boa noite.

BM

Surrealismo on line

Não sei se alguma vez tinha partilhado convosco que sou um fã incondicional deste movimento da década de 20, que surgiu em Paris.

É que sou mesmo fã. Como meio mundo sabe disso (porque eu faço questão de falar com elevada dose de exagero, provocando ataques de tédio em qualquer homo sapiens), volta e meia uma alminha caridosa lá envia uns links deliciosos, como este:





Cliquem na imagem e percam uns minutinhos. É, ou não, um espectáculo?

BM

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Fumo Branco... Junta de Freguesia de Caneças já tem novo executivo!

Olá a todos.
Tal como tinha escrito neste artigo, sempre esperei que a situação que se gerou em Caneças se ía resolver rapidamente.
Cerca de 15 dias após a primeira reunião da Assembleia de Feguesia de Caneças, o executivo da junta e a mesa da Assembleia foram hoje, finalmente, eleitos!
Com relativa serenidade, a proposta do Presidente da Junta foi aprovada apenas com 4 votos contra e um voto branco. Dessa proposta faziam parte João Polido, Marta Lourinho e Bruno Martins da CDU e Carlos Vieira do PS que, indo juntar-se ao Presidente já eleito, constituem assim o novo elenco autárquico da Junta de Freguesia.
A presidência da Mesa da Assembleia, por sua vez, fica a cargo de João Azeitona do PS, que será secretariado pelo 1º secretário Luís Pereira (CDU) e pela 2ª secretária Fernanda Cardita (CDU).
Evidente que fico contente com o facto de este assunto estar resolvido e podermos começar a trabalhar pela nossa terra e pelos nossos objectivos de igualdade, de justiça social e por uma vida melhor, mas... não posso deixar de referir que ver Luís Pereira deixar o executivo da junta traz um sentimento de desilusão por não termos tido maioria absoluta. Porque se a população tivesse reconhecido com justiça o excelente trabalho que TODOS os vogais da junta fizeram, não haveria necessidade de nenhum deles ter de abandonar o executivo.
O Luís vai fazer-nos (a todos... eleitos e à freguesia) falta.
Luís, estas linhas são para ti. De agradecimento pelo teu tempo, pelo teu empenho, pela visão de futuro, com os olhos postos na modernidade, na informática, na gestão simplificada, na minimização da burocracia, pela modernização dos serviços e dos sistemas que mantêm os espaços verdes, por exemplo, etc, mas principalmente pela inabalável boa disposição e alegria.
Mas não pensem que o Luís se vai embora.
Espero ter-te à distância de um telefonema e, à mesa de um qualquer café, ouvir o que tens para me ensinar e ajudar nas áreas em que te destacaste.
Vamos a isso! Mais 4 anos a trabalhar por Caneças e por um projecto político que permita uma vida melhor!
BM

domingo, 15 de novembro de 2009

Story of Stuff



No mínimo, interessante.

BM

sábado, 14 de novembro de 2009

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O que tem a Marcha do Algoritmo em comum com Thriller?

A Marcha do Algoritmo, que eu acho divinal, é, para quem não conhece, uma dança que nasceu no Japão (pois claro!), inspirada numa séria de televisão infantil - PythagoraSwitch.

Esta dança procura explicar pequenas coisas às crianças, sobretudo organização, disciplina e auto-controlo.

Os comediantes que, normalmente, interpretam esta marcha, fazem-no como bombeiros, jogadores de futebol... o que lhes vier à real gana...

A universalidade desta marcha é tal, que conceituados grupos, como o Blue Man Group, já a interpretaram nos seus espectáculos.

Há milhões de versões desta dança: desenhos animados, robots, crianças, pais... é simplesmente efectuada um pouco por todo o mundo. Mas disso já eu sabia. O que eu não sabia é que, nas prisões das Filipinas... também!

Ao que parece, o método de "disciplinar" os reclusos e de promover a sua melhor integração na sociedade é... dançar. Simplesmente dançar.

Cerca de 1000 reclusos dançaram esta marcha. 1000! Imaginem o que é coordenar toda aquela gente. E mais... fazer com que eles cooperem e que o façam bem.

Bom, já se sabia que dançar é terapêutico, mas isto superou tudo o que pensava saber sobre terapias alternativas.

Pois, e o que esta marcha tem em comum com a música do Mickael, é que ambas já foram interpretadas naquele pátio do estabelecimento prisional.

Para conferir:





Parece-me melhor do que bastonadas, gangs e violência. De parte a parte.

Breve nota: lembram-se que o arquipélago das Filipinas foi descoberto pelo português Fernão de Magalhães a serviço do Rei... Espanhol??

BM

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Távola Redonda - Testemunhos

Parece que foi ontem, mas já passaram três anos. Três anos a trabalhar com os nossos jovens.

Pela inclusão social, pela promoção de hábitos de vida saudáveis e pela prevenção de comportamentos de risco.

Foram mais de duas centenas e meia de jovens e outras tantas famílias que nos passaram pelas mãos. Muitos deles voltaram a estudar; outros encontraram trabalho... outros ainda sairam das ruas, por onde vagueavam, e descobriram que... saibam escrever poesia! Isso mesmo, poesia.

Aqui ficam alguns testemunhos:



Resta-me agradecer à equipa técnica deste inovador projecto que já submeteu nova candidatura ao programa Escolhas, cujos resultados serão divulgados no final deste mês. Marcamos encontro aqui neste cantinho digital para vos dar conta do seu futuro, que, estou certo, será de continuidade!

São estas coisas que me fazem querer continuar a intervir social e politicamente.

Há coisas que fazem mesmo sentido.

BM

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Finalmente (oficialmente) Pós-Graduado

Depois de uma maratona dolorosa, de um ano de completa loucura entre o trabalho, o Técnico e o trabalho comunitário, eis que posso afirmar com pleno direito que sou, finalmente, portador do Diploma de Formação Avançada em Segurança e Protecção Radiológica, do Instituro Superior Técnico.
Ao que parece a data de conclusão do curso remonta a 25/7/2009, mas só hoje tive acesso à última nota, que foi suficiente para estabelecer a média final de curso em 17.
Ahn, todo babado que está aqui o Bruninho.
Era mesmo só para partilhar o alívio por ter superado com sucesso esta dura etapa da minha vida.
Obrigado a todos que aturaram o meu mau humor resultante das noites mal dormidas, das infinitas horas passadas nas salas de trabalho do técnico, dos amigos deixados para depois e da ausência permanente em casa e na família.
Afigura-se, no horizonte, nova aventura.
Mestrado? Quem sabe.
BM

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Cérebro

Se há uma coisa boa de andar de um lado para o outro a somar Qualidade à Saúde em Portugal, é o facto de poder aproveitar as viagens para ler.

Depois de ter lido "No teu Deserto" de Miguel Sousa Tavares e ter ficado verdadeiramente desapontado, seguiu-se "Cérebro", na versão portuguesa, de Robin Cook.



Mais um livro deste autor que, passados cerca de 20 anos após a primeira edição, continua a ser aliciante e estranhamente actual.

Apesar da versão portuguesa ser francamente má, em termos de correcção de português e adequação de termos, a história e a fluidez conceptual conseguem superar alguns momentos de profunda irritação por ler erros de gramática, semântica e de todo um prontuário de língua portuguesa.

A história é de um médico com uma carreira promissora, um génio da Medicina, que se apaixona por uma interna e que se vê envolvido numa estranha investigação com métodos altamente questionáveis, cuja integridade ética foi a última das preocupações.

Revoltado com as coisas que começa a descobrir, torna-se demasiado perigoso. Tentam abatê-lo. Silenciá-lo. Por trás, a orquestrar toda esta campanha de teoria da conspiração está, quem mais poderia ser, o governo Americano e a sua obsessão pela segurança nacional.

Um médico que só queria salvar vidas. Contribuir para a evolução da ciência. E se isso significasse um Nobel, pois que remédio.

Pelo meio de cérebros desaparecidos, radiografias a mortos, jovens saudáveis com sintomas manipulados, clínicas de ginecologia e radiação, a trama desenvolve-se de maneira a que se torna quase impossível largar o livro de leitura compulsiva.

Por falar em compulsividade, há uma frase interessante neste livro que teimo em partilhar com todos: "Fez uma lista, tal como é habitual nas personalidades compulsivas!", isto a propósito do médico que teima em catalogar e organizar tudo ao ínfimo pormenor.

Não sei se costumam fazer listas... de compras, de tarefas (as famosas "To do list"), de sonhos, de metas, etc, etc. Mas eu costumo e fiquei a pensar... Serei eu compulsivo? Obsessivo?

Ou apenas um jovem com demasiados projectos?

E depressa percebi que esta vontade de fazer coisas, de apresentar trabalhos, de marcar a diferença, de abalar consciências com palavras, com arte e com música, de cunhar o mundo... não é uma obsessão. É apenas uma inquietação de quem quer todas as coisas, de quem não quer morrer quando morrer o seu corpo, por oposição a uma vida simples e despreocupada.

Que maneira melhor de elogiar um livro, que dizendo que ele nos deixou a pensar?!?

BM

domingo, 8 de novembro de 2009

Muros, palavras, canções e amigos


Depois de ter participado no Congresso da ATARP com uma comunicação sobre Qualidade e Controlo de Qualidade em Radiologia, vim a zarpar por aí acima para chegar a tempo de ir a uma tertúlia organizada pelo Grupo de Jovens da Ramada, incluída no programa que assinala os 20 anos da queda do muro de Berlim.

Desprovidos de preconceitos, todos nós, falámos sobre aquele e outros muros que se levantaram depois da sua queda. Físicos, naturalmente, mas principalmente sobre aqueles que se erguem sem dar-mos por eles. Sociais, culturais, etc, etc.

Entre jornalistas, poetas, um jovem aspirante a Padre e uma representante da Oikos, fui chamado para partilhar as minhas ideias, as minhas preocupações e os meus sonhos.

Que surpresa agradável. Sem nada estar combinado, soube bem sentir-me parte daquela manifestação de união humana, através das palavras, de diferentes opiniões.

Obrigado Eliana, Joana e Nuno, por me chamarem até vocês.

Mais engraçado ainda é que recordámos "Trovas Urbanas", um grupo musical que emergiu do Grupo de Jovens e de quem sou fã assumido.

E como eles dizem,

"Vivendo na rua, mas com o coração olhando a vida ao som, ao som de uma canção!"
Eu não vivo na rua, mas vivo mais entre a A1 e a CP do que na minha casa. Amanhã, irei para Viseu, sem dúvida, ao som duma canção.
BM

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Junta de Freguesia de Caneças sem executivo!

Já podia ter escrito mais cedo sobre este assunto, mas mesmo com a minha jovem impulsividade e vontade de desbravar o mundo, rompendo com bafientas maneiras de ser e de estar, tive a calma suficiente para deixar passar uns dias, para melhor integrar o que se passou. Para relatar os factos com verdade, mas com isenção. Sem a perturbação inquieta da injustiça, da má vontade, da politiquice raquítica, que condeno veementemente.

Eis o que se passa: nas passadas eleições de 11 de Outubro, a vitória sorriu à CDU que, inclusivé, subiu de votação, vendo, assim, a sua maioria relativa reforçada.

O facto de, este ano, não ter havido uma lista de independentes que, no ano passado, conquistou menos de 900 votos, fez com que esse eleitorado se dividisse literalmente pelas listas do PS e da amálgama de partidos da coligação de direita, cujas evoluções eleitorais somadas perfazem exactamente uma quantia da mesma ordem de grandeza. Esta é a primeira grande curiosidade, que reflecte a natureza daquela anterior lista e do seu eleitorado (a motivação era derrotar a CDU?? oh, claro que não, era de trabalhar pela terra... pois sim e como disse um dia uma amiga: "e sou o Pai Natal vestido de Palhaço").

Posto isto, resultou que na Assembleia de Freguesia que reuniu esta segunda-feira, foram eleitos 5 elementos da CDU e 4 de cada uma das outras listas referidas. Isto é, juntas somam mais eleitos que a CDU.

Cenário perfeito para atrasar o andamento do trabalho.

O Presidente eleito da Junta de Freguesia de Caneças, da CDU, claro está, envidou enormes esforços para definir um acordo pós-eleitoral com as restantes forças para garantir a governabilidade da freguesia, propondo soluções com executivo bi-partidário que, na minha opinião, até é o mais coerente.

Não houve fumo branco. Não foi possível encontrar uma solução que permitisse eleger um executivo para começar imediatamente a trabalhar para Caneças e para os Canecences.

Uma vez que os outros partidos não se mostraram disponíveis para acordos, depois de todos os eleitos empossados na Assembleia, coube ao Presidente da Junta propôr um executivo composto pelas "pessoas que já conhecia, em cujo trabalho confia e que o acompanharam no último mandato", ou seja, João Polido, Marta Lourinho, Bruno Martins (eu próprio) e Luís Pereira. Como todos esperávamos, esta proposta foi chumbada com 5 votos a favor e 8 contra.

Que novidade.
Na segunda proposta, que manda a lei que seja diferente da primeira, o Presidente troca Luís Pereira da CDU, por Tânia Beleza do PS. E não é que a votação se mantém? O PS votou CONTRA a proposta que continha um elemento da sua lista para o executivo... enfim.

O que é que isto reflecte? Deixo que todos vocês, leitores e eleitores, tirem as vossas conclusões...

Neste paradigma, a sessão foi encerrada, ficando o Presidente da Junta a acumular funções de Presidente, secretário, tesoureiro, vogal e Presidente da Assembleia de Freguesia, ficando responsável pela marcação de nova sessão de Assembleia para se voltar a discutir o assunto e, espero eu, eleger um executivo, valha-me Deus.

Se pensam que Caneças lucra com estas medidas, estão enganados. A CDU ganhou as eleições. É o seu programa eleitoral que deve ser posto em prática. Não faz sentido que se coloque uma salganhada de partidos no executivo, para que se perca metade do tempo a discutir o que fazer, em vez de fazer!

Estou, contudo, confiante que a responsabilidade política dos eleitos fale mais alto e esta situação se resolva rapidamente!

Até lá, Armidno Fernandes enfrenta uma nova aventura, uma nova tarefa em prol da população, do trabalho autárquico, por Caneças e por um projecto alternativo de construção de um mundo e de uma sociedade melhores. O projecto da CDU!

BM

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Senhora do Mar

Um destes dias, de trabalho como convém, oiço um colega, tunante pois claro, cantarolar uma canção que só tinha ouvido em vozes femininas. Nunca tinha pensado como ficaria a música cantada por um homem (se tivesse, já a tinha cantado por aí, com toda a certeza)... mas pelos vistos a tuna dele pensou e o resultado é este:



Juntar o estilo académico à carga emocional desta composição musical foi, a meu ver, uma excelente ideia. E não devemos esquecer que esta versão é ao vivo.

Parabéns anTUNIA.

O engraçao é que parece que já me tinha esquecido desta música... e agora volta e meia lá estou eu também a inventar novos versos para esta Senhora do Mar.

Há dias assim, em que músicas destas fazem-nos simplesmente acreditar.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Congresso Nacional da ATARP

Acabado de sair de Braga após o simpósio de Radiologia do Hospital de São Marcos, onde fui prelector, e já em direcção a Lisboa, aproveito para divulgar mais um evento cientifíco na área das ciências radiológicas.
Desta feita trata-se do congresso da Associação Portuguesa dos Técnicos de Radiologia, Radioterapia e Medicina Nuclear, a qual teve a amabilidade de me convidar para apresentar uma conferância subordinada ao tema que podem consultar abaixo.


Com muito gosto lá irei para Beja para participar com este pequeno contributo para a consolidação das ciências e tecnologias da saúde no nosso País.

Mais informações sobre o congresso aqui.

PS.: quando preparo apresentações gosto de reler pensadores e perceber o que fez deles génios da nossa ciência, cultura e humanidade, numa tentativa, talvez vã, de descobrir o segredo das coisas e torná-las tão simples que sejam óbvias de explicar a qualquer pessoa.

E foi assim que voltei a Freud, que diz: A ciência não é uma ilusão, mas seria uma ilusão acreditar que poderemos encontrar noutro lugar o que ela não nos pode dar.

Nem eu próprio saberia descrever melhor o meu sentimento e a minha vida melhor que isto.

BM

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Verdades e Mentiras da Radiologia

Convido todos os interessados nas ciências radiológicas, a assistirem a este simpósio que terá lugar em Braga, dia 4 de Novembro.

Como poderão ver, eu serei um dos prelectores, ficando a meu cargo a Introdução à Produção de Radiação X e suas aplicações médicas.




A ciência permanecerá sempre a satisfação do desejo mais alto da nossa natureza, a curiosidade; fornecerá sempre ao homem o único meio que ele possui de melhorar a própria sorte.
Fourastié , Jean

Fotos de Férias

Olá a todos,

Estou de regresso à "vida real", mas não posso deixar de partilhar convosco alguns momentos da minha mais recente viagem.

Marrocos

Citerne Portugaise

Holanda



Podem ver mais fotos na Minha Galeria de fotos.

Até Sempre,
BM

Ajuda urgente!

Há um pedido de ajuda urgente no Adopta um Amigo.

Passem por lá e vejam se podem ajudar em alguma coisa...

Obrigado,

BM

sábado, 31 de outubro de 2009

Em transito...

Aeroporto de Tulon, Londres:

A espera de voo para Lisboa. Nevoeiro cerrado, uma soneca no famoso Costa e a cabeca na proxima aventura.

Nem acredito que 2f volto a vida quotidiana. E o que eu odeio rotinas...

Estou a ficar sem saldo... nao posso escrever mais...

Free Internet for everyone now!

BM

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Citacoes Eloquentes em Ferias

Ola a todos,
Escrevo-vos a partir de Amesterdao e, infelizmente, nao nas melhores condicoes devido principalmente a disturbios intestinais de origem Marroquina.
Se tudo correr como esperado e tal como prometi aos meus 9 companheiros de viagem, irei escrever uma bela Ode ao Immodium. Ate la, limito-te a esperar que o dia que ai vem nao traga mais correrias desenfreadas em busca de uma qualquer casa de banho de museu ou coffe-shop.
Que desagradavel.
No entanto, e mesmo nao conseguindo escrever portugues correcto devido aos problemas habituais com os teclados, queria deixar-vos aqui algumas das melhores frases que por aqui tem sido proferidas. Para vos alegrar e para eu parar de pensar em colicas.
1 - "Gorda, Gorda!" (23 de Out 09, Medina de Fez - Marrocos)
Exclama um marroquino ao ver passar duas portuguesas generosas.
2 - "Arrotos? Nao... eu gosto mais peidos!" (23 de Out 09, Medina de Fez - Marrocos)
Atira uma jovem quando se falava sobre comportamentos humanos menos proprios. Em publico!
3 - "Isto esta cheio DA merda!" (26 de Out, Amesterdao - Holanda)
Diz o bailarino de varao, referindo-se ao nosso pestilento, nauseabundo e acatitado hostel. Felizmente aqui o Bruninho descompos o rapazote da recepcao e todos temos lencois lavados na segunda noite.
4 - "Este chule da-me moca!" (26 de Out, Amesterdao - Holanda)
A primeira noite com o grupo reunido em Amesterdao foi mesmo bastante fertil. Mas por entre vontade de dormir, nodoas no lencol, musica tecno a entrar pela janela e a total ausencia de sono, foi dificil memorizar mais que isto.
Mas esta, lancada por uma das assassinas de celulas mais cobicadas de Portugal e arredores (va, na Madeira, se calhar), ficara para a historia das viagens destas pessoas.
Esta em Amesterdao e o que e que lhe da moca? Pois, o chule. Ta giro.
Nota para o mundo, em especial para jovens machos:
Favor nao deixar de vir ao Red Light District antes de morrer... (ah, e tragam Immodium!!!!!!)
Com toda a consideracao do mundo por me estarem a ler nestes momentos de aflicao,
BM
Amesterdao

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Férias!!

Caros amigos,


Eu sei que é indecente, mas amanhã vou de férias.


Depois desta intensa luta, que hoje já foi retomada (novidades para breve!), preciso mesmo de ir pastar para outras terras. Árabes, uma vez mais.

É, desta vez a escolha recaiu sobre Marrocos. Sim, mais camelos, mais deserto! Gosto, posso? ehehe

Mas o engraçado é que, depois de Marrocos, vou ter com os melhores colegas (e os mais tresloucados amigos, diga-se) a Amsterdão.

Eu sei que a combinação não é a mais natural. Mas é interessante, digam lá que não?

Lá para Novembro volto. Uhm... se tiver acesso a net, vou colocando aqui umas lembranças de viagem.

Hasta!

BM


quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Parabéns


À amiga do Adopta um Amigo.
Muitas felicidades.
BM